Ovelha que recebeu gene de medusa nasce fluorescente no Uruguai
Publicado em 06/05/2013

Um experimento de cientistas uruguaios resultou no nascimento de uma ovelha fluorescente. O animal geneticamente modificado, que recebeu genes de uma medusa, é o primeiro do tipo na América Latina.

A ovelha nasceu no dia 12 de outubro de 2012 e se desenvolveu novamente, sem mostrar diferenças em relação a ovelhas não transgênicas, afirmou Alejo Menchaca, presidente do Instituto de Reprodução Animal do Uruguai (IRAUy), que fez o experimento em parceria com o Instituto Pasteur de Montevidéu.



A ovelha fica fluorescente quando colocada sob luz ultravioleta.

O objetivo da pesquisa é verificar a eficácia do método de introdução de um gene externo no DNA desses animais.

Voltar para Notícias