Caixa registra lucro de R$ 1,5 bilhão no 1º trimestre
Publicado em 05/06/2015

A Caixa Econômica Federal informou nesta quarta-feira (3) que teve lucro líquido de R$ 1,5 bilhão no 1º trimestre de 2015, alta de 2,5% sobre igual etapa do ano passado. Na comparação com o trimestre imediatamente anterior, entretano, houve queda de 14,2%.

O banco atribuiu o resultado ao aumento das receitas de operações de crédito em 35,3%, do resultado de títulos e valores mobiliários e derivativos em 88,2% e do incremento nas receitas de prestação de serviços em 14,9%.
 

Segundo o balanço, a carteira de crédito ampliada registrou saldo de R$ 624,4 bilhões, crescimento de 20,1% em 12 meses. Com isso, a Caixa obteve participação de 20,3% no mercado de crédito brasileiro.

Por outro lado, a Caixa seguiu a tendência dos demais bancos de piora na qualidade da carteira. Seu índice de inadimplência acima de 90 dias bateu 2,86% no trimestre, ante 2,63% um ano antes, o pior resultado em seis anos, destaca a agência de notícias Reuters.

Financiamentos
Nos 3 primeiros meses do ano, foram concedidos R$ 113,5 bilhões de crédito ante R$ 112,9 bilhões no mesmo período do ano anterior. As contratações comerciais somaram R$ 63,6 bilhões, um aumento de 2,1% em relação ao contratado nos três primeiros meses de 2014.

Com R$ 354,2 bilhões de saldo, a carteira habitacional cresceu 24,6% em 12 meses, mantendo a liderança da Caixa nesse segmento com 68,2% de participação no mercado.

As contratações em crédito imobiliário somaram R$ 27,1 bilhões no trimestre, dos quais R$ 10,7 bilhões com recursos do FGTS, incluindo subsídios, R$ 16,3 bilhões com recursos do Caixa e R$ 88 milhões contratados com outros recursos. No Programa Minha Casa Minha Vida foram contratados pela Caixa R$ 11,1 bilhões.

O resultado ainda não reflete as mudanças na política do banco para crédito imobiliário. Em abril, o banco voltou a elevar as taxas de juros e, em maio, reduziu o limite de financiamento para imóveis usados.

Caixa supera 80 milhões de clientes
A base de clientes da Caixa cresceu 8,7% em 12 meses, alcançando 80,2 milhões de correntistas e poupadores.

Os ativos totais administrados alcançaram R$ 1,8 trilhão, crescimento de 15,7% em relação ao primeiro trimestre de 2014. Dentre esses, os ativos próprios totalizaram R$1,1 trilhão, com expansão de 18,5% em 12 meses.

Pelo lado das captações, o saldo foi de R$ 851,3 bilhões no fechamento do trimestre. Os depósitos totalizaram R$ 420,4 bilhões, aumento de 12,2% em relação ao primeiro trimestre de 2014. Somente a poupança somou R$ 233,2 bilhões de saldo, crescimento de 8,6% em 12 meses, mantendo a liderança do mercado, com 35,9% de participação.

"O saldo das captações é suficiente para cobrir 136,3% da carteira de crédito. Isso demonstra o equilíbrio entre as captações de recursos e os créditos concedidos, decorrente principalmente da eficiente capacidade de obtenção de recursos junto aos clientes", informou o banco.

Voltar para Notícias