Ministro diz que ainda negocia nova edição do Fies no segundo semestre
Publicado em 17/05/2015

Em meio às medidas de ajuste fiscal que o governo tem adotado para reduzir gastos e reequilibrar as contas públicas, o ministro da Educação, Janine Ribeiro, disse que tem negociado com o Ministério da Fazenda e com a Presidência o lançamento de uma segunda edição do Fies no segundo semestre deste ano.

Não podemos afirmar se vai haver ou não [a segunda edição]. Dependemos dos recursos e estamos negociando na Fazenda e no Palácio para abrir a nova edição do Fies este ano. Nós temos a intenção e, se tivermos recursos, abriremos novos financiamentos"
Janine Ribeiro,
ministro da Educação

A reabertura das inscrições é aguardada para novos contratos. A estimativa do Ministério da Educação (MEC) é que cerca de 180 mil pessoas tenham tentado celebrar novos contratos e não tenham conseguido porque o recurso colocado pelo governo se esgotou. Apesar disso, as renovações estão garantidas no segundo semestre.

"Não podemos afirmar se vai haver ou não [a segunda edição]. Dependemos dos recursos e estamos negociando na Fazenda e no Palácio para abrir a nova edição do Fies este ano. Nós temos a intenção e, se tivermos recursos, abriremos novos financiamentos", declarou Janine.

O ministro não deu prazo, mas afirmou que a definição precisa ocorrer em breve. "Em duas ou três semanas, queremos definir isso logo porque temos que lançar o calendário do Fies logo caso queiramos abrir uma segunda edição", afirmou.

O orçamento do Fies para novos contratos durante todo o ano de 2015 era de R$ 2,5 bilhões e, segundo o ministro, essa verba foi gasta inteiramente para atender aos 252.442 novos contratos fechados até o dia 30.

Voltar para Notícias