Preço de material escolar varia até 192% em SP; impostos chegam a 47%
Publicado em 21/01/2015

Início de ano é momento de muitos gastos para quem estuda ou tem filhos em idade escolar. Além da matrícula, o material escolar também pesa – e muito – no bolso. Para diminuir o tamanho da "facada", é preciso pesquisar preços.

Produto Impostos
Caneta 47,49%
Régua 44,65%
Agenda escolar 43,19%
Apontador 43,19%
Borracha escolar 43,19%
Cola branca 42,71%
Estojos para lápis 40,33%
Pastas Plásticas 40,09%
Pastas em Geral 39,97%
Plástico 0,15 39,89%

 Em São Paulo, segundo a Fundação Procon, os preços dos itens para a volta às aulas variam até 192%. Essa diferença, a maior encontrada, foi registrada no preço da régua plástica – que custa R$ 0,65 em um estabelecimento, e R$ 1,90 em outro.Clique aqui para ver a lista completa

A entidade pesquisou 222 itens em dez locais na capital paulista. Em 37 deles foram encontradas diferenças de preço de mais de de 100%. Outros 105 tiveram diferença entre 50% e 100%. Em 80 deles foram encontradas diferenças abaixo de 50%.

"Por isso, o consumidor deve fazer uma pesquisa em vários estabelecimentos, negociar descontos e prazos para pagamento", aconselha o Procon.

Impostos
Além da variação de preços, os impostos também pesam forte sobre o material escolar. A carga tributária chega a representar 47,49% do preço dos itens – caso da caneta.

O levantamento, feito pelo Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), mostra outros itens em que os impostos pesam muito, como cola (42,71%), estojo (40,33%), lancheira, (39,74%), fichário (39,38%) e papel sulfite (37,77%).

Voltar para Notícias