Inflação do aluguel fecha 2014 em 3,69%, diz FGV
Publicado em 29/12/2014

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), chamado de inflação do aluguel, porque é usado para reajustar a maioria dos contratos imobiliários, fechou o ano em alta de 3,69%, depois de avançar 5,51% em 2013, segundo informou a Fundação Getulio Vargas (FGV).

A taxa é a menor desde 2009, quando houve queda de 1,72%.

Em 12 mess, até novembro, a inflação oficial do país, calculada pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), acumula alta de 6,56%. Os dados de dezembro ainda não foram divulgados.

De novembro para dezembro, o índice também mostrou desaceleração, pasando de 0,98% para 0,62%. 

Utilizado no cálculo do IGP-M, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que avalia os preços no atacado, perdeu força, de 1,26% para 0,63%.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede os preços do varejo, também usado para calcular o IGP-M, registrou variação de 0,76%, em dezembro, ante 0,53%, em novembro. Sete das oito classes de despesa integrantes do índice registraram acréscimo, com destaque para alimentação (de 0,55% para 0,85%).

Veja outras variações:
Habitação (0,62% para 0,79%)
Educação, Leitura e Recreação (0,75% para 1,23%)
Transportes (0,52% para 0,73%)
Comunicação (0,20% para 0,53%)
Saúde e Cuidados Pessoais (0,45% para 0,56%)
Vestuário (0,44% para 0,59%)

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), que também entra no cálculo da inflação do aluguel, registrou em dezembro variação de 0,25%, abaixo do resultado de novembro, de 0,30%.

Voltar para Notícias