Venda de imóveis novos em SP sobe 55% em setembro, diz Secovi
Publicado em 03/11/2014

As vendas de imóveis residenciais novos na capital paulista chegou a 2.787 unidades em setembro, apontando um aumento de 55,1% em relação ao mês anterior, segundo pesquisa do Secovi, sindicato da habitação.

Na comparação com o mesmo período do ano passado, no entanto, foi registrada queda de 5,6%.

No ano, de janeiro a setembro, foram vendidas 14.374 unidades residenciais, uma queda  de 43,8% em relação ao mesmo período de 2013.

Segundo o economista-chefe do Secovi, Celso Petrucci, no ano, julho foi o pior mês em termos de unidades comercializadas, resultado provavelmente influenciado pela Copa do Mundo. "Até porque, passado esse período, verificou-se reação nas vendas nos dois meses seguintes, trazendo o mercado a patamares mais normais."
 

Os lançamentos residenciais somaram 4.018 unidades em setembro, de acordo com a Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio (Embraesp), valor 90% superior à agosto e 35,6% acima do registrado em setembro do ano passado.

De janeiro a setembro, foi registrado o lançamento de 18.367 unidades, uma queda de 15,4% frente ao mesmo período de 2013.

Segundo o Secovi, a pior fase do mercado imobiliário, influenciado pela Copa do Mundo, já deve ter passado. "Ainda é cedo para se analisar os efeitos da eleição presidencial no mercado imobiliário futuro. A presidente reeleita tem pela frente vários desafios, dentre os quais propostas relacionadas ao setor, principalmente no que tange questões como adequação dos parâmetros do programa Minha Casa, Minha Vida, novos recursos para o financiamento imobiliário e segurança jurídica, além de tantos outros", afirma em nota o presidente do Sindicato, Claudio Bernardes.

Voltar para Notícias