HSBC lidera ranking de reclamações do Banco Central em março
Publicado em 15/04/2015

O HSBC liderou o ranking de reclamações do Banco Central em março deste ano, segundo levantamento divulgado nesta quarta-feira (15). Neste caso, foram considerados bancos e financeiras com mais de dois milhões de clientes.

Banco

Índice de reclamações

HSBC

9,53

Bradesco

9,07

Santander

8,87

Caixa

8,73

Banco do Brasil

6,82

Fonte: BC

 No mês passado, o HSBC, que conta com 10,27 milhões de clientes, recebeu 98 queixas consideradas procedentes. Com isso, registrou um índice de reclamações de 9,53. Segundo o BC, a maior parte das reclamações do HSBC (20) ocorreu por "irregularidades relativas à integridade, confiabilidade, segurança, sigilo ou legitimidade das operações e serviços".

O índice de reclamações, que é o principal critério utilizado pela autoridade monetária para formar o ranking, é calculado com base no número de reclamações dos correntistas consideradas "procedentes", multiplicado por um milhão e dividido pelo número de clientes da instituição financeira.

Em segundo lugar no ranking de reclamações de março deste ano, aparece o Bradesco, com 683 reclamações. O banco possui 75,26 milhões de clientes. Com isso, seu índice de reclamações ficou em 9,07 no mês passado. Em terceiro lugar, ficou o Santander, banco que possui 31,77 milhões de clientes. Foram registradas em março 282 reclamações procedentes. Seu índice de reclamações, com isso, somou 8,87 no mês passado.

Em quarto lugar, está a Caixa Econômica Federal. Com 75,2 milhões de correntistas, houve 657 queixas procedentes em março, o que resultou em um índice (que serve de base para o ranking do BC) de 8,73. Em quinto lugar no mês de março, ficou o Banco do Brasil, que tem 55,4 milhões de clientes. As reclamações somaram 334 em março, o que resultou em um índice de reclamações de 6,02.

O ranking está disponível na página do Banco Central e pode ser acessado aqui.

Voltar para Notícias