SFX conclui compra de 50% do Rock in Rio por R$ 150 milhões
Publicado em 14/02/2014

A norte-americana SFX Entertainment anunciou nesta quinta-feira (13) que concluiu a compra de 50% do controle do festival de música Rock in Rio, por R$ 150 milhões. A transação havia sido anunciada no final do ano passado, mas o valor não tinha sido divulgado.

Com o negócio, será constituída uma holding na qual o novo parceiro e os atuais organizadores do Rock in Rio terão igualdade de controle. A empresa que detém os ativos do festival, a Rock World, tinha entre seus sócios, com participação estimada em 50%, a IMX, pertencente ao braço de entretenimento do grupo EBX, de Eike Batista, e à IMG Worldwide.

"No novo formato societário, Roberto Medina continua com a gestão do Rock in Rio. A IMX, de Eike Batista, continua sendo sócia do Rock in Rio", explicaram em comunicado os organizadores do festival.
 

A IMX informou, em nota, que "passa a ter uma participação acionário de 20% da Rock World e se orgulha de fazer parte dessa história de sucesso". A entrada da IMX no festival ocorreu em 2012. Na época, o valor da venda não foi divulgado.

O principal objetivo da entrada do novo parceiro é expandir o evento criado por Roberto Medina para outros países.

No comunicado divulgado nesta quinta, o presidente da SFX, Robert FX Sillerman, disse que a parceria permitirá que a marca Rock in Rio cresça internacionalmente, visto que a produção mundial de eventos ao vivo, especialmente os de música eletrônica, é uma das especialidades da SFX.

"A música eletrônica tem se estabelecido entre os festivais de música moderna e esperamos que essa tendência cresça para divulgarmos ainda mais os DJs e produtores na nossa rede”, disse o executivo.

Roberto Medina destacou o potencial de alcance do mercado dos Estados Unidos e de aceleração do crescimento da marca. "A parceria com a SFX nos permitirá acelerar o crescimento de nossa marca em novos territórios, além de possibilitar uma mudança de foco em uma era digital", disse. "Nossos patrocinadores terão uma plataforma ainda melhor para a exibição de suas marcas nos Estados Unidos, assim como já acontece nos países onde o Rock in Rio é realizado, onde o festival é a principal ferramenta de comunicação das marcas parceiras”, acrescentou.

Criado em 1985, o Rock in Rio já realizou 13 edições no Rio de Janeiro, Lisboa e Madri. Já estão confirmadas novas edições para Lisboa, em 2014, e Rio, em 2015, quando o evento irá comemorar 30 anos. O público que já assistiu ao festival alcançou, em 2013, a marca de 7 milhões de pessoas.

Voltar para Notícias