Fundador do Velvet Underground, Lou Reed morre aos 71 anos
Publicado em 28/10/2013

Lou Reed, fundador do Velvet Underground, morreu neste domingo (27), aos 71 anos. O agente literário do artista, Andrew Wylie, disse à agência de notícias Associated Press que a morte aconteceu em decorrência de uma doença hepática -- Reed havia feito um transplante de fígado em abril deste ano.

De acordo com seu médico, Dr. Charles Miller, da Cleveland Clinic, em Ohio, onde o cantor havia feito um transplante em abril, Lou Reed voltou ao hospital nos últimos dias de vida após uma piora. No entanto, o  próprio artista decidiu voltar para Nova York,ao saber que sua doença estava no estágio final.

"Ele morreu em paz, com todos seus amados em volta dele", disse o médico, segundo o jornal "The New York Times".  "Nós fizemos tudo que podíamos. Ele queria realmente estar em casa".

Sóbrio desde 1980, Lou Reed era um praticante de Tai Chi, arte marcial reconhecida também como uma forma de meditação. "Lou estava lutando forte até o fim. Ele estava fazendo os exercícios de Tai Chi cerca de uma hora antes de sua morte, tentando se manter forte e se manter lutando", disse Miller.

No início de junho, a mulher dele, a musicista e artista Laurie Anderson, revelou que seu marido estava se recuperando desde a operação, mas sugeriu que ele poderia "nunca se recuperar totalmente". O cantor, guitarrista e compositor postou uma mensagem para os fãs em sua página no Facebook, em que se descrevia como um "triunfo da medicina moderna", e afirmou que estava ansioso para voltar aos palcos.

"Eu sou um triunfo da medicina moderna, física e química, sou maior e mais forte do que nunca. Meu tai chi e minha saúde têm me servido bem todos esses anos, graças ao Mestre Ren Guang-yi. Estou ansioso para voltar aos palcos, tocando e escrevendo mais músicas para me conectar com seus corações e espíritos", disse ele na época.
 

Em março deste ano, Reed cancelou uma série de shows devido a "complicações inevitáveis". Ele se apresentaria no primeiro fim de semana do festival Coachella e faria uma série de shows nos Estados Unidos. Na mesma época, o músico surpreendeu os fãs em Nova York, quando ele fez uma aparição para promover seu álbum "Transformer". Nenhuma informação sobre o que teria levado o cantor a precisar realizar o transplante foi divulgada.

Anderson revelou que o estado de saúde de Reed era grave, mas que agora ele vem se recuperando aos poucos. "Ele estava morrendo. Eu não acredito que ele vá se recuperar totalmente, mas ele certamente estará de volta para fazer algumas coisas em poucos meses. Ele já está trabalhando e fazendo tai chi chuan. Estou muito feliz, é uma nova vida para ele", disse ela, que se casou com Reed em 2008, para o jornal inglês.

Horas antes da notícia de sua morte, a página oficial de Lou Reed no Facebook divulgou a foto de uma porta com o pôster do cantor, com a legenda: "a porta".
 

A história

Lewis Allan Reed nasceu em 2 de março de 1942, em Brooklin, Nova York (EUA). Considerado o 81º melhor guitarrista de todos os tempos pela revista norte-americana "Rolling Stone", Lou Reed é conhecido também como o pai da música alternativa.

Em 1964, ele trabalhou para a Pickwick Records, compondo canções para outros artistas. Ele fundou a banda Velvet Underground em 1964 junto com John Cale, com quem chegou a morar junto.

A banda foi um fracasso de vendas, mas se tornou um dos grupos mais influentes da história do rock e da música punk. O disco mais emblemático é  "The Velvet Underground and Nico",lançado em 1967 com a imagem de uma banana na capa, desenhada pelo artista Andy Warhol. "Produzido" pelo artista Andy Warhol "The Velvet Underground & Nico" foi divisor de águas com o tempo. O som ficou mais corrosivo e barulhento com o segundo disco "White Light/White Heat"

Em carreira solo, Reed lançou discos que tornaram-se cultuados, como "Transformer", de 1972, produzido por David Bowie e que lançou o clássico "Walk on the Wild Side". 

Reed visitou o Brasil em 1996 e em 2010 para promover seu livro "Atravessar o Fogo", no qual fez sessões de autógrafos em livrarias, e também para apresentar o show do disco "Metal Machine Music", de 1975. Contraditório, o álbum trazia apenas quatro músicas, com cerca de 15 minutos cada, sem vocais e com distorções de guitarras. Em três meses, o disco foi retirado das lojas. 

Em 2011, ele lançou o álbum "Lulu", em parceria com o Metallica, mas o resultado parceria irritou seus fãs e os seguidores da banda. "Os fãs do Metallica querem me matar", brincou Lou, à época.

 "Eu sempre acreditei que há um incrível número de coisas que você pode fazer através de um canção de rock 'n' roll", disse Lou Reed ao jornal "The New York Times". "E As coisas que eu tenho escrevido sobre não seria consideradas grandes coisas se eles aparecessem em um livro ou filme".

Fonte: Uol. São Paulo

Voltar para Notícias