USP aparece entre 50 melhores do mundo em cinco áreas de pesquisa
Publicado em 20/05/2013

O destaque foi para as disciplinas de agricultura e silvicultura (24° lugar), filosofia (41º lugar), estatística e pesquisa operacional (41º), educação (45º) e comunicação e mídia (48º).

Já a Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) ficou na 19ª posição em agricultura e silvicultura.

O ranking baseia-se em pesquisas com mais de 70 mil acadêmicos e empregadores, em citações de pesquisas e no novo medidor de impacto de pesquisas "H-Index".

Apareceram no ranking também a UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais), Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), Unesp (Universidade Estadual Paulista), UFSCar (Universidade Federal de São Carlos), UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul), UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina), UnB (Universidade de Brasília), entre outras. 

No total, são 19 instituições brasileiras entre as 200 melhores em 30 disciplinas de pesquisa. No restante da América Latina, o Chile contou com oito instituições nos top 200, a Argentina teve cinco, o México quatro e a Colômbia duas.

"O sucesso do Brasil reflete uma evolução em seu perfil internacional e o impacto da pesquisa, impulsionados principalmente por um maior investimento em pesquisa e desenvolvimento", afirmou Bem Sowter, diretor de pesquisa da QS.

Em nível nacional, a USP ficou em primeiro lugar em 24 disciplinas, enquanto a Unicamp ocupou posição de liderança em cinco.

O ranking completo pode ser consultado em: www.topuniversities.com/university-rankings-articles/university-subject-rankings/qs-world-university-rankings-subject-2013 

Voltar para Notícias